quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Scooby está bem! Presidente do CRMV-MS acompanha tratamento do cão com leishmaniose

Durante audiência com o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, ocorrida no último dia 6 de agosto, a presidente do CRMV-MS, Sibele Cação, solicitou informações quanto à localização do estabelecimento veterinário onde o cão Scooby está sendo tratado e a identificação da médica veterinária responsável pelo seu tratamento. Segundo informou o prefeito, a médica veterinária em questão pediu sigilo sobre a localização do cão, argumentando que o conhecimento público de seu paradeiro traria transtornos tanto para o animal quanto para seu estabelecimento.

Diante desta situação, a presidente do Conselho firmou compromisso com o prefeito de não divulgar a localização do animal, porém, tendo conhecimento de seu paradeiro, poderá acompanhar pessoalmente todo o tratamento.

“É importante termos conhecimento de todas as condições de tratamento que estão sendo dadas ao Scooby, pois neste momento ele representa o exemplo concreto do que nós estamos defendendo há tempos, de que o tratamento, quando bem aplicado, resulta na cura clínica do animal, não colocando o ser humano em risco, pois outros dispositivos são utilizados, além da administração de medicamentos, como o uso de coleira repelente contra o flebótomo, verdadeiro transmissor da doença”, afirma Sibele Cação.

A presidente do Conselho já fez duas visitas ao Scooby, oportunidade em que conversou longamente com a veterinária responsável pelo seu tratamento. “Visitei o Scooby primeiramente no dia 8 de agosto, e hoje (21/08) fiz a segunda visita. Ele está respondendo muito bem ao tratamento, está alegre e brincalhão. O protocolo que está sendo utilizado foi devidamente publicado em revista científica, o que nos deixa tranquilos em relação ao tratamento aplicado no cão. Continuarei fazendo visitas ao Scooby a cada quinze dias, além de ter sob minha guarda cópias de todos os exames, prontuário, receitas e relatórios emitidos pela veterinária, como forma de acompanhar todos os procedimentos dispensados ao animal”, concluiu Sibele.

Fonte: CRMV-MS

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favorites More